4 MESES LEFT...E NOW, JOSEPH?!

terça-feira, 12 de março de 2013 - Postado por Renata Reis às 09:55
Oi, gente!Prometi que tentaria ser mais assídua por aqui, mas às vezes bate aquelaaaa preguiça! Mas vou fazer o possível (sempre falo isso). 

Tenho tanta coisa pra contar, que não sei nem por onde começar! 

Bom, o tempo tá acelerado na velocidade 5 do créu, mal posso acreditar que já faz 8 meses que estou aqui!8 MESES, isso mesmo, gente!Parece que foi ontem que eu tava me debulhando em lágrimas no aeroporto, que estava tentando me adaptar aqui, que estava chorando depois de ficar off todos os dias. Gente, a palavra aqui é APROVEITAR!Eu tenho vivido momentos maravilhosos por aqui!Talvez eu pudesse estar aproveitando mais, só que o salário de au poor às vezes não permite, mas faço o que posso!
Só posso dizer que apesar de TUDO, vale cada segundo. Vale pelo inglês, pela nova cultura, pelo aprendizado, pelos tropeços, acertos, erros, frustrações, decepções e tudo mais!
E, sim, o tempo VOA! Bobeira é se deixar abater pelas coisas ruins que acontecem. Um ano passa nos vãos dos dedos, essa experiência é única, a chave da questão é deixar o coração aberto e fazer de todas as chances verdadeiras oportunidades! Tem hora que enche o saco cuidar de criança mimada, fazer a social para não ser a chata da história, viver a mesma rotina chata, mas no final, tudo compensa, acreditem!

Bom, eu vou contar para vocês como tem sido minha vida por aqui! Minha área aqui é bem legal, o meu grupo de au pairs da região é o máximo!Adoro as gringas!Me dou super bem com elas! Sem esquecer da minha anja da guarda: A Flávia! Ela tá me deixando e o como a missão dela já está quase cumprida por aqui, ela tá voltando para o Brasil!Vai ser muito difícil, já que ela é minha melhor amiga!Somos diferentes pra caramba e iguais ao mesmo tempo! Nem quero ficar falando disso, pois já vão começar a cair lágrimas!
Para quem acompanha, sabe o quanto era difícil meu relacionamento com a minha menina de 12 anos!Enfim, parece que entrou no eixo. Não é aquela maravilha, mas estamos nos suportando (risos). Eu acho que ela acabou se acostumando e viu que não teria outra opção a não ser me aturar! E assim estamos indo. Meu menino de 8 é um belezinha, mas depois que passam os 6 meses até a respiração dele me irrita tem hora! Mas, com as crianças tá tudo na paz! Minha host é um amor, eu admiro ela como pessoa, embora um relaxo só! Meu host é um zero à esquerda. Não temos diálogo nenhum. Nada a elogiar. Patrão e empregada e ponto. 
Em janeiro foi meu aniversário e adivinhem? Eles não se lembraram e pra ajudar na semana as crianças resolveram ficar doentes, tive que trabalhar dobrado e nem um happy b-day recebi. Eles só ficaram sabendo, pois eu sai com as minhas amigas e ela perguntou onde eu estava indo. Eu, não perdi a oportunidade, claro. Logo mandei que estava indo comemorar meu aniversário. Ela não sabia onde enfiar a cara. Fiquei triste, fiquei. Mas, olha, uma coisa que a gente aprende aqui é a ser forte e não dar TANTA importância a coisas que nos fariam chorar. Tive uma noite super legal com as minhas amigas daqui, ganhei baloons e cupcake da Flávia. Ter os amigos nesses momentos é o que há de melhor, pois eles são realmente nossa família aqui. Na semana anterior ainda comemorei com a Renata (minha xará), pois foi niver dela também e foi super legal.  
To tentando segurar a onda com meu dinheiro, pois quero fazer mais viagens e fazer mais comprinhas. Se eu parar pra pensar onde eu enfiei meu dinheiro, eu surto, de verdade! Esse país me fez tornar mais consumista do que já sou. Aspirantes, se preparem!Aqui é o paraíso das compras! Aqui é tudo lindo e maravilhoso e já quero arrancar meus cabelos só de pensar quando eu tiver que voltar para o Brasil!Ah, falando em voltar! Como já faz 8 meses que estou aqui, chega aquele momento crucial de decisão: Ficar ou não ficar? Eu já havia decidido há algum tempo que iria estender e tinha CERTEZA que não iria ser com a minha família. Porém, há umas três semanas minha fofis começou a me pressionar e ficou falando para eu ficar com eles. O coração dá uma balançada, mas eu tinha certeza que eles não iriam querer estender comigo. Cogitamos até mudar meu visto para estudante, porém, eu não quis correr esse risco, já que poderia ser negado e quero ficar mais aqui na terra do Tio Sam. Pelo menos com a extensão eu não preciso contar com o bom humor da imigração. Enfim, aí ela estava certa que iria estender com eles e eu fiquei enrolando, enrolando, até porque eu estava com dúvida. Como eu já passei pela adaptação, fiquei pensando em como seria me adaptar novamente com regras diferentes, família nova, lugar diferente. Era isso que estava me fazendo ficar tão em dúvida, além de correr o risco de cair em uma família bomba. E toda noite eu pedia muito a Deus, pedia um sinal, algo que me mostrasse o que eu deveria fazer, pois eu realmente estava sem rumo!Deus me deu essa resposta. Depois que eu tive esse sinal, eu estava certa da minha decisão!Comunicar a host que não iria estender com eles. Na verdade, eu sempre estive certa em mudar de família, sempre foi o meu desejo, mas o medo estava me impedindo de querer arriscar e ver o que ia acontecer. Anyways, é uma decisão muito difícil! Eu corro o risco de me decepcionar muito mais do que eu me decepcionei aqui, mas quem arrisca não petisca. Além do que uma nova rotina, novos ares e novas pessoas acabam fazendo bem para qualquer ser humano. E é isso, to com a cara e coragem e vou me mudar sim, se Deus quiser! Meu ano termina em julho, ainda não estou online, pois ainda não tenho o dinheiro da extensão!Shame on me! Na CC precisamos pagar uma taxa de 283 obamas para extensão. Um absurdo, mas tudo bem!Não quero nem ficar pensando nisso, caso contrário, desisto dessa budega!Brincadeirinha!
Eu espero que eu consiga uma boa família, pois eu quero uma experiência legal também. Sei que é mais possível do que impossível, apesar de ver muitas famílias filhas de uma boa mãe por aí, eu sei que muitas meninas têm famílias boas e que realmente fazem essa experiência aqui valer mais a pena ainda. O futuro a Deus pertence e eu só posso mentalizar e pedir sempre, além de ter fé que conseguirei e terei muitas histórias maravilhosas para contar por aqui!

Galera, foi mais um apanhado de tudo que tá rolando por aqui, prometo que vou tentar atualizar sempre e estou estudando a ideia de um vlog! 
Esse final de semana viajei para Boston, foi tudo de bom. Depois volto aqui para contar!Aliás, estou devendo o post das minhas férias luxuosas na Califórnia!

Beijos e até a próxima!Comentem bastante e fiquem com algumas fotos para apreciarem meus momentos aqui!















Reações: 
6 comentários Links para esta postagem

(SOBRE) VIVENDO COM 200 OBAMAS OU 195,75...

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012 - Postado por Renata Reis às 10:09
Estou mais animada para voltar a postar no blog!Tive várias visitas ontem com o meu post, alguns comentários!Assim eu fico feliz da vida!

O assunto de hoje é uma dúvida que muitas meninas têm, inclusive eu tinha!Dá para sobreviver na terra do consumismo com 200 obamas, ou mais especificamente 195.75???(porque regra é regra né).
Eu recebo 195.75 contados com as moedinhas obamísticas. Enfim, é o salário né?!Se a família for generosa, rola os 200 obaminhas e, acreditem, 4 dólares nessa nossa vida de au pair vale ouro!Mas, como eu sou a azarada, né?! Enfim, parece muito, mas não é. Pela lógica você pensa: Não pagarei luz, internet, água e afins!Terei meu salário lindo e maravilhoso para tocar o foda-se e ser feliz!Não é bem assim, queridas colegas de profissão!
Aqui nos EUA tudo está ao alcance de todos na questão de compras! Tudo é muito acessível, preços lindos e maravilhosos e você só com seu mísero salário de au "poor". Como lidar?
Dá para viver, ou sobreviver (como queiram dizer)? A resposta é sim, mas precisa ser muito forte para resistir às tentações desse país lindo! 
Se você é consumista no Brasil, sinto lhe informar, mas provavelmente você será daquelas que em uma tarde no mall gasta o salário da semana inteira e não sobra troco nem para um smoothie ou um pretzel (ecaaa, eu odeio). As roupas aqui estão sempre em promoção, com off e por aí vai!Imagina a au pair jurando ser rycah com suas obaminhas!Gasta tudo mesmo! 
Eu não sou a pessoa mais aconselhada a dar dicas para vocês, pois eu tenho dinheiro na carteira eu acho que sou rycah e saio gastando! Quando eu cheguei, eu gastava sem controle com bobeiras. Saia durante a semana para almoçar fora todos os dias, queria comprar tudo que via e por aí vai! Mas depois eu comecei a parar e pensar: Pra onde tá indo meu salário?!Eu percebi que não estava guardando e nem comprando nada de útil!Comecei a tentar a maneirar, afinal, eu quero fazer várias coisas por aqui ainda e para isso eu preciso de dinheiro, certo? O meu maior desafio no momento está sendo controlar os gastos para a minha viagem de final de ano!Como disse no post anterior, vou para Califa, Los Angeles e Las Vegas! Tive que comprar umas roupas de inverno, pois eu não trouxe nada do Brasil de frio!Cheguei no calor da Bahia, aí já viu né?! 
O ideal a se fazer é estipular um valor a se gastar no final de semana! Eu ainda não consegui essa proeza, mas é uma ótima opção e dá resultados sim! Se eu estivesse guardando 50 obaminhas por semana desde que cheguei, imaginem, já teria uma graninha guardada para imprevistos ou mesmo para minha viagem!Fica a dica para quem está vindo ou está no início dessa aventura! 
Outra coisa que ferra a nossa vida é gastar com comida na rua! Exatamente por ser tudo tão barato, a gente acaba perdendo a noção e sai comendo Mc Donald's, Subway, refrigerantes, indo no Starbucks, Dunkin Donuts e vai indo e o dinheiro sumindo! Um exemplo: Se eu vou pra NYC, eu gasto 16 dólars de trem, mais comida, mais snacks, mais cafezinho da tarde. Só aí já se vão 50 obamas fácil, fácil! Aí estando em NYC, você não resiste e acaba aterrisando nas Forever XX1, Marshalls, Target, Charlotte Russe da vida e pronto: tá fudida e mal paga! Aí sem você ver acaba comprando um sapato aqui, um casaco ali, uma calça acolá e seu salário se foi sem nem dar tempo de você dizer um tchau! O mais indicado a se fazer é levar uma quantia razoável, mas não exorbitante, pois aí você vai querer comprar tudo, mas sem dinheiro não dá pra fazer nada, aí né?!



 

 
Isso é a parte da comida e das roupas, mas e as viagens e os eletrônicos?Como que faz? Pronto, au pairs mais que fudidas ainda! É impossível imaginar voltar para o Brasil sem um Iphone ou sem ter realizado aquela viagem maravilhosa que todo mundo faz? Não né?! Então, uma coisa boa é que tudo isso é acessível por aqui, a questão é se planejar mesmo!  Para que eu pudesse comprar as minhas passagens para viajar, eu peguei meu salário de 4 semanas e comprei tudo de uma vez, sem dó nem piedade!Fiquei sem um puto no bolso, mas comprei e foi a melhor sensação EVER! Agora a luta é para economizar dinheiro para me virar por lá! Meu host sempre atrasa meu pagamento, o que é bom de um lado, pois eu não fico gastando desnecessariamente, o que no final é a mesma coisa, pois quando recebo tudo acabo gastando desnecessariamente do mesmo jeito. Entenderam? Essa é a nossa vida de au pair!
Quero comprar meu Iphone e aí, como que faz? Não faz, gente!Compra pronto! Eu tracei uma meta de guardar, pelo menos, 100 dólares por semana a partir de janeiro! Assim, eu conseguirei comprar meu Iphone logo logo! É muito torturante saber que é tão barato, mas ainda assim você terá que sacrificar finais de semana e compras para poder ter essa maravilha! Quem disse que ser au pair é fácil?!
Mas, e as baladas, a vida social? Gente, a verdade é que eu tinha que ser rycah! Eu adoro sair, mas confesso que  não rola sempre não!Primeiro : Puta preguiça de pegar trem, pegar taxi na city, esperar trem! Fora os gastos que isso traz no final de semana!Agora descobri uma baladinha perto de casa, vai ser a salvação, pois ficar indo pra city toda vez é de ferrar! Mas o legal é que sempre tem promoters e aí rola entrada free e drinks free!Aí sim dá pra ver vantagem!É uma mão na roda, pois ninguém merece ficar gastando com entrada e bebidinhas, né mesmo?!
Então, gente, dá pra viver sim com nosso salário, mas tudo depende das suas prioridades!Se você não tem ajudinha do Brasil mensal todo mês (como eu), tenha em mente o que é mais importante para você, pois aí você tem que escolher entre viajar para todos os cantos, se vestir bem, comprar eletrônicos ou viver a  nightlife da sua cidade! Mas, se ainda você quiser fazer tudo isso com o salário, o lance é ir por ordem e com calma!Não dá para fazer tudo de uma vez, tem que ir com calma. Eu já tenho em mente que não conseguirei visitar todos os lugares do meu sonho e nem comprar tudo o que quero, mas o que eu puder fazer eu farei. Antes isso do que nada né?!Quem sabe se eu arrumar um gringo rycoh ou então ganhar na mega sena no Brasil eu posso voltar como turista e dar uma de legítima rycah! (Sonhar não custa, principalmente para nós, au pairs).


Nesses 5 meses de Estados Unidos eu não fiz grandes aquisições não, mas já viajei duas vezes para Philly e virei fazer um post especialmente sobre essa cidade que eu amei, comprei minha câmera digital super simples, mas que vale muito para mim e logo menos minha viagem super glamourosa!Acho que tá bom para 5 meses, não?! Comprei bastante roupas também, mas nada exagerado! Bom, espero alcançar minhas metas no próximo ano e conseguir comprar meu Iphone lindo e glamouroso e fazer as viagens que tanto quero! Vou falar dessa viagens que quero fazer e volto para contar se consegui guardar dinheiro toda semana!

Beijos, meninas!

E as atuais au pairs, como lidam com o salário?
Reações: 
4 comentários Links para esta postagem

MINHA NADA MOLE VIDA - CAPÍTULO: 5 MESES

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012 - Postado por Renata Reis às 06:28
Gente, a verdade é que eu tava até querendo abandonar o blog. Sem comentários, a gente acaba desanimando, mas eu sou brasileira e não desisto nunca!To pensando até em começar um Vlog, vou amadurecer a ideia!

Já faz 2 meses que não dou as caras, meu último post foi falando dos 3 meses e agora estou quase a completar 5 meses. 5 MESESSS!Tem hora que nem eu acredito!É, time fliessssss!

E, gente, é uma coisa louca mesmo!  Tem momentos que eu quero estar na minha casa e tem momentos que eu quero viver aqui forever and ever (leia-se nos finais de semana = divertimento com as amigas). Acordo e durmo pensando na extensão. São tantos pensamentos...Nenhum ser humano merece essa tortura, mas né...A gente tem que fazer escolhas, então..

Já estou adaptada ao estilo de vida americano, menos a comida horrorosa deles!Gente, fala pra mim o que eles têm na cabeça de comer panqueca doce no café da manhã? Ovo mexido, turkey bacon e coisas gordurosas e calorosas? Depois não sabem porque são gordos.. A verdade é que esse povo aqui não sabe o que é comida de verdade. Não sabem o que é bater um pratão de arroz com feijão, bife e batata frita e um sucão de laranja e de sobremesa um pudim de leite condensado ou um arroz doce! So sorry por eles. Eu vou embora daqui sem me render as comidas (nojentas) desse povo! Resultado disso tudo é que estou magrinha (nem tanto também), emagreci 8 kg, porque, simplesmente, não como! E não venham me falar, cozinha pra você e tralala! Eu não passo fome não, gente. Eu simplesmente não me sinto bem comendo essas coisas deles e então eu geralmente compro roll with butter no 7 eleven e faço nescafé (mercado brasileiro, eu te amo) pro café da manhã. No almoço eu como pizza ou faço alguma coisa bem rápida, tipo strogonoff, filé de frango e afins. Às vezes, eu janto com meus kids, mas muito raramente, depende da comida!E assim eu vou vivendo! Eu tiro a barriga da miséria quando vou pro Queens e almoço no restaurante brasileiro. Juro, é isso que me salva, porque vamos combinar né. Ficar sem arroz e feijão magoa qualquer brasileiro que se preze! Assim eu vou perdendo meus quilinhos, o que não acho nada ruim né! Todos me elogiando, to me sentindo a magra do pedaço.

 Restaurante brasileiro em Astoria

Minha rotina já virou rotina!No começo é tudo novidade, não sabia o nome das coisas, não sabia cozinhar no fogão deles, mas agora, mel na chupeta (que podre)! Já me sinto a guia turística por aqui onde moro! Quando eu cheguei e minha host me levou para abrir conta, tirar o SS, eu via e falava: Nunca vou saber dirigir aqui, to ferrada e mal paga! Nada como a prática e o tempo! Hoje, eu levo as crianças para as atividades, ando por aqui, tenho noção das distâncias...É, a gente tem que se virar aqui!
Eu ainda não dirijo exclusivamente para mim! Meus hosts exigiram que eu tirasse a DL daqui e estou no processo. Depois que eu tirar a DL terei uma conversa com eles para que eu possa usar o carro para assuntos pessoais (Ui)! Eu fico com o carro a semana inteira, pois eu dirijo as kids a semana inteira. Final de semana eles usam apenas o carro da host, então, né?1 No Thanksgiving eles liberaram o carro para usar, so adorable! Depois farei um post contando como é para tirar a DL daqui! O trânsito daqui é meio louco (pra não dizer completamente). Muita gente apressadinha, que vira quando não pode, te corta e quase te leva junto. NY, né, babies!

Minha família é legal, eu amo minha host mom! Meu host é totalmente na dele, mas eu já sabia disso antes de vir, então, tudo na paz! Eles me tratam bem, na maioria das vezes me chamam para jantar fora com eles. Minha host é muito compreensiva e ambos são very easy going!Dia desses eu estava esperando meu menino sair da aula de música e tava eu linda e morena curtindo um som e com o carro ligado. Resultado: A bateria morreu e a Renata ferrada. Meu host foi onde eu estava para dar a carga no carro, sei lá como funciona isso! Ele não estava com uma cara de muitos amigos, mas também não me xingou, então, cara perdoada! Eles são legais, mas não excepcionais e muito menos perfeitos! Coisa que me incomoda é o fato deles serem totalmente desligados do planeta terra! Eles são as pessoas mais desligadas que eu já vi! Mais que eu mesma! Nem tudo é perfeito, galera!  Eles são judeus e não comemoram o Natal, celebram o Hanukah, que para falar a verdade eu nem sei o que é, não tive a decência de ir procurar no google. Única coisa que eu sei é que são 8 dias de presente, orraaaaaaaa! Eu já fiquei sabendo que entrarei no esquema de ganhar os presentes. Minha host me contou que ela estava excited para os presentes chegarem e que ela comprou para todos, inclusive para mim! Minha menina fofoqueira me contou também na semana anterior que eles tinham comprado o meu presente de Hanukkah. Precisa falar que a Renata tá SUPERRRR CURIOSA? A parte ruim é que eu vou ter que gastar dinheiro também, pois não ia dar nada para os hosts, só para as kids, mas como que não vou dar nada? Achei legal da parte deles me incluirem no lance dos 8 presentes, não esperava isso, mas não estou reclamando não!Manda pra cá que a gente faz bom uso!
Minhas crianças são crianças. A minha maior tem a personalidade MUITO forte, o que já nos causou desentendimentos. Pelo menos, por enquanto, estamos nos entendendo. (Papai do céu, que continue assim)

Como eu terei a semana do Natal de férias, estou indo para Califórnia, Los Angeles e Las Vegas. A cara da riqueza, só que não, pois eu vou mais dura que pau de tarado, minha gente!Ê viagem caraaaa!Mas tenho certeza que valerá cada centavo! Claro que virei aqui contar como foi e postar as fotos para fazer inveja!Justkidding.

Tenho bastante amigas aqui na redondeza, inclusive as gringas que eu adoro, e posso falar?! As gringas são mais legais que muita brasileira au pair por aí! Os amigos aqui se tornam nossa família por aqui e olha, sou muito sortuda de ter as amigas que eu tenho! Saio sempre com elas e enquanto eu não pego o carro, a Flávia é minha chouffer (hahahaha). Bom, a gente sempre sai juntas pro mall, pra comer algo ou que seja para fofocar. Na semana do hurricane, como estavamos sem comunicação, ela veio aqui em casa para ver como eu estava e me levar para gastar! Amigos aqui são pedras muito preciosas! Me ofereceu para dormir na casa dela, pois eu estava sem energia e assim poderia tomar um banho quente, falar com minha família!Um anjo na minha vida!


 Meu anjo da guarda
 Brasucada
Brasucada e gringas

Posso dizer que em 5 meses eu tenho MUITA história para contar!Boas e ruins, mas todas me fazem rir e crescer sempre mais! Tenho mil histórias para contar nos próximos posts e se tiverem ideias, me mandem! E comentem, eu gosto de escrever, mas preciso de incentivo (leia-se comentários).

Feliz 5 mesess!






Reações: 
3 comentários Links para esta postagem

FELIZ (QUASE) 3 MESES DE ESTADOS UNIDOS!

quinta-feira, 4 de outubro de 2012 - Postado por Renata Reis às 10:58
Oi, pessoal!

Tudo em riba?! Bom, eu prometo que vou TENTAR postar toda semana! Às vezes parece brincadeira, mas a vida aqui é bem louca. Mesmo eu tendo OFF durante o dia, é uma correria e meu tempo livre passa voando. 

Semana que vem completo 3 meses de Estados Unidos, mais especificamente em NY, mais especificamente em East Hills, mais especificamente nessa vida louca de AU PAIR! Podem acreditar, o tempo aqui VOA, literalmente! Ainda me lembro do dia anterior ao meu embarque. Estava com medo, insegura, triste e alegre, mil coisas me passavam pela cabeça e hoje estou aqui vivendo toda essa loucura. Foram 3 meses de aprendizado, de choros, lágrimas, alegrias, raiva e de superação. Fica meio clichê falar assim, mas a verdade é essa mesma! Você se desafia todos os dias e tenta passar por cima de todos os sentimentos ruins que você pode sentir! É uma coisa muito louca, mas é bom também! É uma verdadeira escola para toda a vida! Feliz de nós que temos essa experiência! Mas, vou parar com o mimi e ser objetiva...Heheheheh

Parece que eu moro aqui há anos!É impressionante como a adaptação é rápida! Incrível como é natural ir ao Mc Donald's, Burger King ou Subway e já ter seu sanduíche preferido e o tamanho da soda escolhido, que BTW o small não é tão small assim! Ir na Forever XXI, TJ-Max, Marshalls com um look montado na cabeça, achar as peças e pagar um preço ridículo de barato e pronto: Roupa para balada da noite! Ficar perdida em NYC e ficar olhando igual uma retardada nas placas e calcular quantos blocos ainda terei para chegar na Penn Station e pegar meu trem. Estar louca e desesperada para sacar dinheiro e se aliviar, pois cada esquina tem uma ATM machine para sacar o dinheiro. Ficar amiga do cara da pizzaria e ser bem recebida toda vez que vai lá comprar um pedaço de pizza para o almoço. Guardar as direçoes enquanto dirige e já saber em qual faixa deve ficar para pegar o caminho de casa! É engraçado, mas eu já não me imagino vivendo sem tudo isso! Já penso na depressão quando estiver no Brasil e perceber que não terei um trem na porta de casa, praticamente, para me levar em NYC, o paraíso das compras e que não terei mais a Times Square para fazer meu final de domingo valer a pena. Melhor eu parar de pensar mesmo! A verdade é uma só: A gente tem que aproveitar e muito tudo isso aqui! É uma oportunida única e incrível, só que é passageira, pelo menos até segunda ordem!  

Diversão é a palavra chaves dos finais de semana. Nos meus três meses aqui já visitei a Philladelphia 2 vezes, conheci 3 baladas americanas, fui ao Global Citizen Festival no show do Foo Fighters na faixa, conheci a Jones Beach (praia conhecida de NY), fui ao Bronx Zoo (um dos mais famosos), fui ao Brazilian Day, conheci o Queens (uma parte só), afinal, eu não consigo ficar longe de comida brasileira e lá tem dois restaurantes maras (um mais simples e outro mais fancy). Me sinto realizada pelo fato de ter conhecido Philly, que sempre quis, e ter ido ao show do Foo Fighters. Tenho muita coisa ainda para riscar da minha listinha, não sei se um ano vai ser necessário, mas já penso em estender, mas nem assim sei se conseguirei...
Claro que às vezes vou pra city somente para turistar e fazer compras, às vezes durante a semana almoço fora com "azamigas", que aqui são sua família! E, acredite, você vai se apegar a elas e a amizade vai ser para sempre, pois aqui a gente compartilha dos mesmos "problemas". Tem final de semana que eu só quero descansar, então, rola um almoço, uma passadinha na Target (perdição), na Marshalls, sem maiores emoções, apenas para gastar as nossas lindas obaminhas!

Meus 3 meses foram agitados, mas agora eu já comecei a entrar no ritmo da dança!Você vai aprendendo a lidar com as emoções, com as situações e você é obrigada a se virar, pois, no final, é você e você. Ninguém pode resolver nada por você!

Ah, e o inglês nessa história toda? Devo confessar que quando a gente chega aqui é completamente diferente, mas nada que o tempo não resolva! Eles falam rápido, é fato! Não dá pra entender TODAS as palavras, mas o contexto sim. E assim vamos indo! Meu ouvido tá bem acostumado já, mas o speaking precisa melhorar muito!Sempre aprendo alguma expressão, palavras novas durante a semana. A fluência vem com o tempo, não tem como. Comecei a estudar essa semana na escola "do lado" da minha casa. É ESL free para adultos. Segunda e quarta das 09:30 às 12:30. Não é aquela coisa, mas vai ser bom para aumentar o vocabulário e treinar a pronúncia! Ano que vem pretendo fazer em um community college, fazer o preparatório pro TOEFL e tentar esse bendito! São planos e eu espero que dê certo!

Bom, vou parar por aqui, pois senão o post vai ficar muito grande!

Prometo tentar voltar ainda essa semana!

Quero contar sobre a viagem para Philly, Brazilian Day, como tem sido minha rotina aqui, a listinha dos desejos...Enfim, vou fazer o possível!











Beijos e comentem!


Reações: 
2 comentários Links para esta postagem

DIRIGINDO NOS EUA!

quinta-feira, 6 de setembro de 2012 - Postado por Renata Reis às 10:24
Oie, minha gente, como estão?! Bom, faz tempo que não venho por aqui, não é mesmo?! Confesso que às vezes dá uma preguiça de escrever...Hihihihi

Tenho MUITA coisa para falar e contar para vocês! Tive uns dias meio horríveis por aqui, mas agora tá melhorando. As postagens não estão ficando na ordem que eu queria, ainda preciso vir contar sobre homesick, minha viagem pra Philly, o Brazilian Day, minha rotina, enfim...Vai ser aleatório e espero que não fiquei confuso!
 
O assunto de hoje assusta e deixa muitas aspirantes com o cabelo em pé (like i was before coming). Dirigir nos EUA, como é?! 

Quem me acompanha sabe da minha saga com a CHN. Devo ter até registrado aqui no blog, mas a verdade é que foi um parto! Reprovei 3 vezes e consegui na quarta tentativa! No seu app você deve mencionar a data que você tirou a CNH e isso me deixava preocupada, pois havia acabado de tirar. Além disso, o que mais me preocupava também era  como seria dirigir nos EUA. Mas uma coisa de cada vez! Logo que tirei a carteira minha mãe comprou um carro e tudo ficou mais fácil! Eu sempre treinava, andava pelo bairro, ia para uns lugares mais sinistros com alguém experiente do lado para pegar segurança e não ficar cagando de medo quando precisasse dirigir  nos EUA. Não é regra que toda família peça que você dirija as kids, mas a maioria sim! Levar ao parque, a biblioteca, as atividades...Além do que você pode ter um carro só para você usar no seu tempo off. Acreditem, enquanto estamos no BR não damos muita importância a isso, mas aqui...
Sempre treinava bastante e queria estar segura para quando fosse. A  família que eu fechei sabia (ou deveria)  do meu tempo de CNH, pois isso é disponibilizado no APP. Quando fui fazer skype com eles a hosta me perguntou sobre a direção. Eu disse que tinha meu próprio carro e que sempre dirigia. Seja sincera e diga a verdade, sempre! Eu realmente estava segura em dizer isso, embora a ideia me assustasse um pouco, já que o carro é diferente, trânsito diferente, regras diferentes, outro país... A minha obrigação seria levar as kids para as atividades! Achei que fosse dirigir bem quando chegasse, mas as kids estavam no camp...So...Prestes a fazer 2 meses aqui  nos EUA, ontem (06/09) tive minha primeira experiência dirigindo.

Não tinha a mínima ideia que ia ter essa louca experiência ontem. O host havia me dito que essa semana iria me mostrar onde deveria dirigir as kids, mas pensei: Ah, pelo jeito ainda vai demorar, eles são meio enrolados...Vai saber...
Eis que eu estava toda linda no meu quarto com o kid e ele chega e fala: Renata, vamos sair para eu te mostrar os lugares que você deverá dirigir as kids? E eu: Sim, vamos (pensamento: cacete, logo agora?). Detalhe que já eram quase 9 pm. Ok, fomos e ele me mostrou onde é a library, a escola de rock, a escola de dança, o taekwondo e o Citibank! Ele favoritou no GPS para que eu pudesse me guiar quando fosse dirigir as kids!Eu toda linda achando que não iria dirigir e ele me joga a bomba: Renata, você está com sua carteira internacional aí? 
Eu: Aqui agora não!
Ele: Então vamos voltar e você pega, pois você vai dirigir!
Eu (pensamento): Ih, fudeu! Não deu tempo nem de ter dor de barriga. Chegamos e já fui pegar a carteira, fui lá fora e ele começou a me explicar o alarme, onde destravava a porta e afins. Entramos no carro e já me embolei para por o cinto, maior escuridão e eu lá tentando achar o negócio para enfiar! Daí a bonita tentando ajustar o retrovisor no carro automático = Host rindo e pensando: Que menina da roça!Hahahahaha
Daí já comecei tirando o carro da garagem e indo na fé!Carro automático é o que há! 



Os lugares não são longe e foi tranquilo. Dei umas ratas, mas tudo bem! O bom de dirigir aqui é que tem sempre semáforo, então você tem que respeitar, facilitando a nossa vida. Uma coisa que se deve prestar atenção é nas lanes. Se você vai virar à direita, à esquerda ou vai ahead, você deve se manter na lane correspondente! Existem marcações nelas enormes para que você se situe! Normalmente, você pode virar à direita no sinal vermelho, desde que não estejam vindo carros da outra direção, of course! Porém, quando há a placa "No turn on red" você não deve, em hipótese alguma, virar! Se o policial te pega fazendo isso, você ganha uma multa bonita! 
Stop= stop! De verdade. Meu host disse que eu devo parar e contar até três e se não estiver vindo carro, ir feliz da vida! Segundo ele, quando eu for fazer o road test, é pra eu esperar um pouco mais, pois eles são bem chatinhos na avaliação!
No geral, é bem tranquilo!Tem muito trânsito, mas raramente você vê bicicletas e motos nas ruas, o que facilita e MUITO nossa vida! Sempre tem indicações e então fica tudo maravilha, além do nosso amigo GPS!
Em um dado momento, o host soltou: Good job! Me achei, né?! Idiota que só, fiquei rindo de orelha a orelha!
Eu creio que me saí bem, a hosta já disse que se eu me sentir confortável eu poderia ir até o DMV para fazer o teste. Oi? É, vou precisar tirar a DL de NY, pois eles querem me tornar "legal" por aqui, então vou ter que tirar! Depois volto para contar como é exatamente para tirar essa benção!Enquanto isso eu vou estudando para fazer o test!Torçam aí por mim, espero que seja tranquilinho!

É isso, meninas!Ainda não sei todas as rules, mas logo que eu souber, eu também venho aqui postar, pois sei que é bem útil!

E vai uma dica: Treine bastante antes de vir, para que você tenha segurança! Eu teria ficado MUITO mais nervosa se eu não tivesse um pouco de prática! Carro automático é moleza, mas sinta segurança, afinal você irá dirigir as crianças!

Take care, meninas e qualquer coisa, gritem!

Até o próximo post!



Reações: 
0 comentários Links para esta postagem

UM MÊS DE ESTADOS UNIDOS E MUITAS EMOÇÕES, SERÁ?

quinta-feira, 9 de agosto de 2012 - Postado por Renata Reis às 10:45
Olá, gente!Como estão???Bom, eu queria vir postar com mais frequência e contar TUDO pra vcs aqui, mas a vida realmente aqui é louca e quando eu tenho break ou eu quero dormir ou eu quero passear ou então falar com a família. Que tempo que sobra, minha gente??Nenhum, pois é...Podem acreditar, mas é assim mesmo que funciona, mas sempre que der eu vou postar aqui para vocês!

Bom, estou  completando um mês de Estados Unidos e posso dizer que isso é muito louco mesmo!A minha ficha não caiu ainda. Toda hora que eu vou pra um lugar eu penso: Mano, eu estou nos EUA, é real. Eu não consigo acreditar. É uma sensação única mesmo! Estar aqui é realizar um sonho e ir em busca de objetivos, não tem nada que pague, MESMO! Vou tentar fazer uma retrospectiva desde o dia do embarque, pois não postei sobre os momentos que antecederam a viagem, so..




Dia 09/07- Dia do meu embarque
Bom, a sensação foi bem estranha. Eu fui no domingo de manhã para São Paulo e fiquei na casa da minha tia!O namorado da minha mãe nos levou até a rodoviária para pegarmos o bus. Ele é um fofo e ele sempre foi um pai pra mim, pena que os dois demoraram pra se conhecer, rá! Chegamos e minha tia foi nos buscar e fomos comer e andar no shooping! Eu estava tensa, mas procurei não ficar pensando. Claro que mal dormi no dia, se dormi umas duas horas foi muito! Dormi pela "última" vez com minha mãezinha, no colchão do chão e bem agarradinha!Acordei lá pelas 4 e fui me arrumar. Ah, no sábado mesmo aconteceu um incidente, o zíper da minha bolsa para levar os documentos estorou. Fiquei piradinha, né?!Não queria gastar mais nenhum centavo, pois não tinha mais da onde tirar dinheiro. Daí minha tia pegou uma bolsa dela que tava esquecida e me deu. Tive que limpar, pois estava amarelada, mas deu tudo certo! Acordamos e fomos lá pelas 4 e meia. Minha tia nos levou de carro. Ela não sabia o caminho e o GPS estava descarregado, ê benção! Daí nos perdemos, mas pedimos informação e foi fácil achar o aeroporto!Eu tava tranquila, mas no fundo tava tensa. Daí fiz o check-in e a quando fui pesar a mala despachada, adivinhem....As rodinhas saíram...É, minha gente...Tava com uma mala sem rodinha. Whatever, agora já era...Chegando em NY eu me viro, pensei. Daí tudo confirmado, era só esperar. Conheci a Ju Soares, que mora em CT.  O voo era às 08:45, porém, deveríamos ir para a sala de embarque às 7:30. A porra ficou séria, ai, ai, ai! Enquanto isso, fui ver meu VTM, que deu maior rolo e não vem ao caso, mas no fim saí de lá com ele! Daí fomos tomar café e ficamos conversando abobrinhas e rindo bastante. Menos mal, pelo menos eu não ficava tensa. Foi chegando a hora, ai senhor. Daí fomos sentar naqueles banquinhos e conheci a Gi porra louca, que está em AN. Daí já tava aquele clima de despedida, abraços e tudo mais! Daí chegou a tão esperada hora de ir para a sala de embarque!Fui pra frente e abracei minha mãe e rolou a choradeira!Não queria desgrudar dela, mas eu tinha, né?!Depois abracei minha tia e ela disse que se eu precisasse de qualquer coisa era pra eu ligar, que podia sempre contar com ela. E eu com a boca aberta!Abracei minha mãe mais uma vez, disse que a amava e que logo eu tava de volta! Daí as meninas da CC com as famílias e na maior choradeira também!Nos reunimos em frente a sala de embarque e tiramos uma foto com a minha linda bandeira do Brasil, mas até hoje não sei onde tá a foto! Daí fomos com as caras inchadas e foi aquela coisa de passar as coisas na esteiras, conferir e tal! Daí embarcamos e fui sentada do lado da Gi e da Laurinha, duas cutes! Depois fizemos escala na Colômbia...Um saco! Eu com mil coisas na mão, oh arrependimento! Sejam espertas e se a bagagem de mão estiver um cadinho pesada, despachem!É a melhor coisa. A minha estava com uns 7 kg e eu tive que carregar durante a escala, além do notebook que tive que tirar para passar na esteira, além do travesseirinho e do casaco!Só Jesus na causa! Depois da escala, fizemos uma viagem tranquila e eis que eu vejo aquelas luzes lindas e sim, EU ESTAVA EM NY! Emoção indescitível! Daí descemos e andamos um monte para passar pela imigração!E o medão? Daí eu bonita deixei de preencher um negócio e tive que voltar e preencher e esperar ela terminar com a outra menina! Daí a moça me chamou e fez um monte de perguntas do tipo: O que vc vai fazer nos EUA? Vai morar onde? Pq veio como au pair? Essas baboseiras! Daí ela carimbou e assinou o DS, que alívio! Saí e fui encontrar com as meninas e pegar a minha mala! Como a rodinha tinha saído, paguei 5 doletas para pegar o carrinho...Me achando com aquele carrinho de aeroporto!Ê pobreza!Logo saímos e tinha um tiozinho com a placa Cultural Care!Fomos para o bus e levou mais de uma hora para chegarmos na Universidade! Chegamos e as meninas foram nos dar as instruções e eu louca pra tomar um banho!Daí deixamos as malas na salinha, pegamos as chaves dos quartos e fomos!O prédio que eu fiquei era onde Judas perdeu as botas! Chamava Molloy Hall! Cheguei e tinha uma austríaca no meu quarto já dormindo, tadinha!Ela acordou e ainda falou comigo, uma fofa! Daí lá tem uma sala com computadores e acesso a internet!Entrei para avisar todo mundo!Fui tomar banho, arrumar as coisas e dormir!Os quartos são típicos de alojamento mesmo!Beliche, bem básico mesmo! Fui dormir super tarde e as aulas começam muito cedo!O café é servido às 7 e às 8 em ponto você deve estar na sala! As aulas são uma chatisse, mas você faz muitas amizades! Você fica na sala com pessoas que irão morar perto de você! Então, conheci uma alemã muito legal!Ela mora a 5 minutos da minha casa!Uma fofa!Sempre saímos por aqui!Mostrando que existem alemãs legais, pois a fama delas é péssima!
Daí o treinamento é chato, mas é legal, entendem? Daí na quinta tem o tour por NYC! Combinei de encontrar com a Laís Zinano e passeamos por lá!É bem rápido, mas dá pra conhecer um pouco!Como ela mesma disse, é o inferninho!Depois de um tempo ela disse que eu não vou nem querer ouvir o nome: Times Square! Foi tudo muito legal, daí voltamos e no dia seguinte era o tão esperado dia! Minha HM foi me buscar e ela como sempre uma fofa! Teve um imprevisto com a maior, mas deu tudo certo!Fomos conversando e ela foi me falando algumas coisas já! Minha chegada na casa foi muito xoxa! As kids chegaram à tarde, foram falar comigo, dei os presentes e à noite o HD chegou, me deu boas vindas e me levaram para jantar!  A sensação é estranha, pois aqui é tudo diferente!Eu parecia um ET, tudo diferente, comidas diferentes!Fomos no Bertucci's, um restaurante famosinho por aqui!O HD sugeriu uma pizza de lá e eu aceitei dividir com eles! Depois fomos na Target e eles compraram umas coisas pro meu banheiro!No dia seguinte fui ao Friday's com eles almoçar e depois voltamos!Fiquei no maior tédio do universo, pois não tinha adaptador pro notebook, então...Fiquei olhando pro teto do meu quarto! Não achamos para comprar na Target! No domingo fiquei morgando e no final do dia eles me passaram o schedule! Como eles vão pro camping, eu não faço praticamente nada!

MEU SCHEDULE:
7:15-Acordar o menor, breakfast, arrumar a backpack, passar protetor solar e pack some snacks. A van vem buscar na porta de casa às 8.
8:00- Acordar a maior. Ajudar com o snack e o lunch! O ônibus vem por volta das 9.
Depois disso, tenho que dar uma geral no quarto deles!Arrumar a cama e organizar as roupas jogadas! Levo nem meia hora pra isso!
Fico off até às 4!
4:00- A maior chega e vai brincar no computador ou assistir TV!
4:30-O menor chega e fica no Ipod, computador e afins.
6- Preparo o jantar deles, que nada mais é do que french fries, macorroni and cheese, nuggets, pizza. Super fácil de fazer!Só meter no microwave, no forno e já era!
8- Shower time!Cada dia é um!Eca!Cultura louca essa...
Daí eles ficam na TV e vão pra cama lá pelas 10!

A laundry eu faço às terças e sextas!Mel na chupeta!Hahahahahaha
Além disso, eu coloco as louças na dishwasher e guardo, troco o lixo e organizo a cozinha! Unica coisa que consta no schedule é a louça, mas as outras eu faço pela força do hábito e não me estressa, por enquanto!

Bom, o começo é ruim demais!Olha eu apavorando!Mas eu to odiando não saber tudo ainda, sabe?!As minhas kids já tem vontade própria, personalidade formada e é difícil lidar tem hora! Tem comida que não sei como fazer direito, onde fica, como eles gostam!Lógico que nessas 3 semanas que estou aqui eu já identifiquei coisas que eles gostam e coisas que eles não gostam, mas ainda to crua!O menor fala muito da ex au pair!Eles AMAM ela, não só as kids, mas a HM tb! Isso é ruim, pois comparações são inevitavéis, mas eu tento fazer meu melhor! Eu ainda não achei o tom, sabe?! Fico perdida sim, tem hora que falta assunto com as kids, falta interação e eu to consciente disso, mas como minha HM disse....A adaptação mesmo demora 3 meses e não é imediata!As kids precisam se acostumar comigo, eu preciso me acostumar com eles e entender o que se passa!É difícil para eles também!A maior é complicada e às vezes ela me ama e às vezes acho que ela me odeia! Mas eu sei que vai levar um tempo também! Eu já chorei pelas atitudes dela comigo! Ela é meio grossa, finge que não me entende ás vezes, pra tudo tem argumento, sabe?! Mas eu preciso dar tempo ao tempo! O menor é meu tchuquinho e às vezes ele não tem paciência comigo, hahahahaha!Mas eu amo ele! Como é summer, eu acho que fiquei meio prejudicada, pois as crianças tem zero atividades, ficam entendiadas e só querem ficar morgando na TV ou no computador!Acaba faltando assunto e eu sempre tento sugerir um jogo no basement, mas a resposta é: No, thanks! Eu quero morrer, pois eu morro de tédio de assistir aqueles seriados: Jessie/Good Luck, Charlie/Say Yes to the dress/Four weedings and so on!Pelo menos brincando o tempo passa e eu adoro brincar!Só falta eu chorar pra eles!


Minha expectativa!




Realidade

Bom, com as kids ainda tá difícil!Preciso conquistá-los, mas ainda tá meio cedo!Mas eu sei que vou conseguir!
A hosta é um amor comigo, sempre me pergunta sobre meu dia, me pede opiniões sobre as roupas e ela está escrevendo um livro!Ela leu o primeiro capítulo pra mim e eu fingindo que tava entendendo tudo!Brincadeira, o contexto eu entendi, lógico!Mas como eles falam muito rápido, muitas palavras eu não identifiquei!Hahahahaha! Mas ela se empolga tanto falando do livro, precisam ver!O livro é um romance, fala sobre um date!É bem legal. Ela meu deu umas unhas postiças e comprou dois cremes para o meu rosto também! Ela é muito busy, ela é professora em uma universidade, mas como é summer, ela às vezes trabalha em casa, mas a maioria das vezes ela sai lá pelas 8 da matina e só volta às 8 da noite! O HD é legal, mas ele é na dele. Ele me cumprimenta, oferece as coisas, mas é na dele!Tudo bem, né?! Daí ele me apronta uma...

Para vocês verem como nada é perfeito, semana passada eu teria um compromisso na sexta (Uii), mas a hosta pediu para eu ficar com a kids, pois eles iriam jantar fora! Daí eu disse que tudo bem! Porém, eu já estava p%$# porque o HD não tinha me pagado da semana anterior!Mandei uma text pra hosta no meio da semana e nada! Tava me conformando, né...Daí eu fiquei com as kids, eles chegaram e o host veio com meu pagamento! Disse que estava o salário das duas semanas e descontando 4 dólares (Na primeira semana ele me pagou 200 dólares, pois disse estar sem troco, o salário é 195.75). Fiquei inconformada, cara!O que é 4 dólares para ele!Para mim, pode ter certeza que é muito!Enfim, fiquei super chateada, mas procuro não pensar nessas coisas para não ficar mais difícil isso aqui! 

Minha vontade foi essa!




Apesar disso, eles são legais comigo, não regulam comida, não ficam me cobrando! 

Eu gosto daqui, porém, às vezes fico pensando que poderia ter escolhido kids menores, que são mais afetivas, pois eu sou muito carente e sensível! Mas tudo está sendo um aprendizado!Eu quero me esforçar para que dê certo e torço para que dê certo!Quero que essa sensação de: "não sei fazer nada", "não sou boa o suficiente", "eles não gostam de mim" passe ASAP! Quando tudo junta o choro vem, a saudade de casa bate, as perguntas "O que eu to fazendo aqui" aparecem e a deprê vem, mas o importante é pensar no seu foco aqui nesse país!Nossa diversão é um bônus, precisamos focar no principal e deixar as coisas fluírem! E o tempo voa, minhas caras, ele voa mesmo! Eu completo hoje um mês de EUA e to descobrindo uma Renata nova! Ela ainda tá crua, sem muitas expectativas, tá pequeninha ainda, mas vai amadurecer e muitas coisas boas vão surgir!

Deixa eu parar que o post tá grande já, mas logo volto para contar mais!


Comentem bastante e logo eu volto!

Beijo no coração de cada uma e boa sorte!

Reações: 
2 comentários Links para esta postagem

QUASE DUAS SEMANAS NA HOST FAMILY E QUASE TRÊS NOS EUA!

quinta-feira, 26 de julho de 2012 - Postado por Renata Reis às 12:16
Olá, gente!Como estão??
Bom, hoje eu estou quase completando duas semanas na host family e posso dizer que passa muito rápido mesmo...E quase 3 semanas de EUA. É pouco tempo, mas já dá pra se tirar mil conclusões.

Vou começar falando da minha adaptação e como tem sido com a host family e com os kids..

Eu amo a minha família!Cheguei a comentar no Grupo de Au pairs e não sei até quando vai ser assim, se é só o começo, a famosa lua de mel que todos falam, mas posso dizer que estou muito feliz. Eles me tratam muito bem e a hosta é mais que demais. Ela me pede opiniões da roupas, me conta das coisas dela...Me faz sentir notada, sabe? Isso é muito importante pra nós que já estamos em um lugar diferente, em uma casa diferente, com hábitos que não são nossos...Eles sempre me chamam para sair com eles na sexta, sábado e domingo. Na primeira semana eu fui, afinal, eu tinha acabado de chegar. Mas não me sinto confortável, pois o pai acaba pagando e mesmo que eu quisesse eu não teria grana para ficar bancando os lugares que eles frequentam. Não é nada muuito chiquérrimo, mas também não é fast food de 5 doletas..Rá! Eles me dão a opção de escolha e dizem não se importar se eu não for, mas mesmo assim pode parecer que eu não gosto de sair com eles ou coisa do tipo. Penso em até falar com a hosta sobre isso quando sentarmos para conversar. As kids são uns amores e eu quase não trabalho. Mas é difícil uma criança ser amável all the time. Os meus tem variações de humor sim..Eu ainda to pegando o jeito, no começo a gente fica com receio de fazer valer a nossa autoridade, até onde ela pode ir, não sei se vocês conseguem me entender. A minha maior de 12 anos é uma típica pré adolescente e tem variações de humor sempre. Eu to tentando contornar isso do jeito que eu posso. Às vezes ela grita comigo e o que eu faço? Ok, no problems, I will respect your moment. E saio de perto dela, simples assim...Simples? Jamais, a vontade é dar um grito e um sacode na bichinha, mas eu sei que não estaria sendo madura e não sei como seria a reação dos pais também. E posso dizer que isso funciona sim, pois não dá um minuto e ela vem me pedir desculpas. Aí é hora de dizer..Ok, mas você não precisa gritar desse jeito e ficar assim. Eu estou aqui para ajudar e você pode contar comigo. Pronto, tudo se resolve e todo mundo fica feliz. O menor é uma benção, me obedece na hora que eu peço para tomar banho, trocar de roupa. escovar os dentes...Claro que às vezes ele fica contrariado, mas a gente vai pegando o jeito com o tempo. Só com o tempo mesmo..Quem ainda for vir, venha preparada para isso. Ainda mais se você for a quinquagésima au pair...lol...Eu sou a sétima au pair e a mãe me contou que eles morriam de amores por duas delas, inclusive uma delas é a anterior, to lascada! Isso é algo que leva tempo, eles não vão te amar da noite pro dia e pode ser que ainda digam que a odeia, que você não faz as coisas certas, afinal, é início, ninguém nasce sabendo, tudo leva TEMPO. Esse tal de tempo, danadinho.



Os meus até onde eu sei não reclamaram nada pra mim, não sei para os pais, né?!lol. A questão é dar o seu melhor, pois de uma maneira ou de outra os pais vão perceber. Algumas situações eu não sei como agir e fico me torturando. Por exemplo, meu schedule diz que eles devem ir para leitura às 9 e 9:30 pra cama, mas não é bem assim que acontece, pois os pais liberam que eles assistam TV até mais tarde um pouco. E au pair fica com cara de poker face. O pai chega do trabalho e inventa de fazer algo pra comer e oferece pros filhos que aceitam, mas uma vez cara de poker face, afinal, esse é o meu trabalho, porém, quando a bonita da au pair pergunta o que os lindinhos querem eles respondem que não tão com fome. Sei que algumas situações são simplesmente embaraçosas e a gente não sabe direito como agir. Sei que isso vai acontecer, afinal, é um relacionamento e lidamos com pessoas, as quais tem sua personalidade, seu jeito, suas manias...
Já passei por alguns momentos de ira aqui com a kids, nos quais a vontade era mandar tudo pro alto e sumir. Tem uma hora que a gente pensa: Que que eu to fazendo aqui? Aturar xilique de criança e fingir que tá tudo bem? É normal e eu sei que esse pensamento vai se repetir forevermente...Mas uma coisa é verdade: Pensa nos seus objetivos e vai na fé. Nada é eterno, um dia eu sei que vou olhar para trás e ver que tudo valeu a pena, mas enquanto isso eu vou ralando aqui e passando raiva...lol
Eu agradeço todos os dias a Deus e a minha fiel Santa Terezinha pela HF e pelos HK. Alguns probleminhas temos mesmo e o meu único receio é que as coisas possam mudar, pois eu me sinto adaptada aqui, me sinto mais a vontade com os pais, com as kids, com a rotina!Eu já tenho muito amor por eles!Espero que seja recíproco! E assim a gente vai vivendo, um dia após o outro e dando o melhor de si, pois esses momentos são únicos, podem acreditar! 
Meu schedule é muito tranquilo, gente...Eu acordo o menor às 7:15, mas ele sempre acorda by himself, então, eu acordo por volta das 6:45 nos dias que to mais disposta, quando não estou é às 7:00, escovo os dentes, arrumo o cabelo, passo uma make ralé e já vou preparar o café da manhã dele, que é cereal com leite. Depois ele vai se trocar, escovar os dentes e colocar o tênis. Depois passo protetor nele e checo se a backpack dele está com tudo arrumado: towels, shorts, t-shirt e underwear. Daí esperamos a mini van vir buscar ele por volta das 08:00. Às 8:00 é o horário da maior acordar, daí a chamo e é um sacrifício para ela levantar, mas vamos pegando o jeito. Ela se arruma sozinha, nem preciso ficar em cima pra ver se tá tudo certo. Ela mesma arruma o lanche e se ela precisa de ajuda me chama. Eu já aprendi, ela ama fazer as coisas sozinha e se acha auto suficiente, então eu deixo ela livre e se ela quiser ajuda da bonita aqui, é só tell me, maybe!lol.Até o bus dela chegar ficamos vendo TV!
Depois a bonita que trabalha muitooooo tem off até às 4, que é o horário que a maior chega!Daí vamos fazer algo, como unha, assistir reality americano, ouvir música ou o que ela quiser. Depois o menor chega e vai para o computador, que é um vício dele, pelo amor. Eu tento chamar ele para brincar no basement e às vezes ele aceita!Lá vamos nós brincar no basement e eu me divirto!Ele joga um tal de Wii Fi e eu fico boiando. Um dia fui jogar com ele e ele disse que eu era muito ruim e tinha que fazer umas lições do jogo para aprender. Tá bom, né....:(...Casco o bico....Aí fico com eles até umas 9, 9:30...Às 8:00 é hora de tomar banho e depois a maior vai fazer umas lições de matemática e eu descobri ontem que o menor também tem um livro para fazer e agora eu vou ficar em cima pra ele fazer, pois segundo a maior ele não gosta de fazer e diz que perdeu o livro e blá blá...
Depois eles vão pra cima e os pais colocam na cama. E é assim meu dia agitado. lol! Claro que eu cometo erros, mas sempre vou percebendo o que eu posso melhorar, afinal, a gente tem que pagar o ritmo e não é fácil no começo!

Bom, gente, é isso!Tenho muitas coisas para contar, mas vou postando assim que der!Já ganhei dois I love u do menor!Yesssss, sou foda!

Fiquem com Deus e logo venho com mais histórias!XOXO
Reações: 
1 comentários Links para esta postagem